Cuiabá - MT, 20-08-2022 às 01:23

Oficina gratuita de Xequerê acontece em Cuiabá

A oficina ocorrerá no Centro Cultural Casa das Pretas, que fica na tradicional Praça da Mandioca, em Cuiabá-MT

Josi Crispim com 25 anos de formação em Música será a instrutora de Xequerê | Creditos: Divulgação/ Montagem RCQ

Integrando o evento nacional Julho das Pretas, a partir de hoje, 11 de julho, acontece durante 13 semanas, a oficina de Xequerê, com a experiente instrumentista e professora de música Josi Crispim. 
O que os alunos precisam trazer serão apenas: a alegria e a vontade de aprender a tocar o instrumento, originário do Continente Africano, que tem sua confecção bem simples: cabaça seca e rede de contas coloridas.

A instrutora

Josi Crispim. Formada em música pela UFMT com mais de 25 anos de experiência em ensino coletivo de música em diversos instrumentos. 

 

Em 2021, ministrou a oficina de percussão coletiva para mulheres, tendo como.instrumento prático o Xequerê. Agora em 2022, a oficina acontece aberta para todos gratuitamente, com número restrito de participantes, turma de 20 alunos.

 

INSCREVA-SE NO LINK ABAIXO:

 

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScaSjd9v6OdKnfr__Y5dt5XpzwGvYPK0JTrAMu0dUivVB8DWw/viewform

TOME NOTA

Oficina de Xequerê

Instrutora: Josi Crispim
Local: Centro Cultural Casa das Pretas ( Rua Pedro Celestino, 25, Centro Histórico, Praça da Mandioca)
Dias: 11 de Julho
Horário:  19h às 21h
OBS: Número de vagas: 20 pessoas (A confirmação deverá ser feita na  sede)

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.