Cuiabá - MT, 20-08-2022 às 02:32

Porque nenhuma mulher existe sem outra mulher

Médica cardiologista Ana Marice Ladeia publica "Do Amor e do Amar", reunião de contos escritos a partir de um processo de escuta cúmplice sobre relações afetivas reais

Do Amor e do Amar – Histórias de mulheres reais como você contadas no livro da médica cardiologista Ana Marice Ladeia  | Creditos:

 

Na atividade médica, o paciente é quem menos fala. Ao buscar orientação, responde a perguntas objetivas, em um formato técnico e sistemático conduzido pelo profissional de saúde. A médica cardiologista baiana Ana Marice Ladeia inverteu esta lógica em Do Amor e do Amar – histórias de mulheres reais como você. Na estreia literária, a autora apresenta o resultado de um profundo exercício de escuta e percepção. 

A obra reúne uma dúzia de contos escritos a partir de depoimentos reais de mulheres ou de descendentes, como filhos e netos. “Não há juízo de valor sobre cada história, há uma escuta cúmplice que fala com leveza, mas dentro de um contexto real, de um relacionamento vivido pelas mulheres que são as protagonistas das suas histórias e das suas próprias vidas”, comenta a autora. 

Com a devida licença poética, premissa da escrita, criou personagens que emocionam e geram fácil identificação com o leitor – mulher ou homem – ao abordar temas atuais e ao mesmo tempo antigos como “o amor e o amar”. Nome de rainha, força de furacão,  Rasgando o véuEla é carioca e não teme os búzios intitulam histórias representativas da força e singularidade femininas, sem pretender um gesto panfletário. 

Helena nunca gostou dos diminutivos. Lena ou Leninha pareciam nomes pouco eficientes para seu propósito: queria ser engenheira civil e na onda da Jovem Guarda mandava a todos e a “tudo mais para o inferno” se ousavam desestimulá-la. Tomou coragem, foi morar em Salvador, na casa da madrinha. Como era habitual, moça direita na capital mora com pessoas de responsabilidade. Virgindade era um bem precioso. (Do Amor e do Amar, p. 28) 

 Por meio de uma escrita delicada e cativante, Ana Marice incorporou quatro poemas: três de própria autoria e um da também cardiologista e poeta, Maria da Conceição Andrade. Ela é uma das 70 mulheres reais, de diferentes idades, profissões e etnias, que emprestaram verdades e belezas únicas para ilustrar a capa do livro e representar este “lugar” onde a imaginação e a realidade se encontram.  

Do Amor e do Amar é o primeiro livro da professora titular da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública fora do campo da medicina, em que contabiliza um sem-número de artigos científicos, dissertações de mestrado, teses de doutorado e trabalhos de iniciação científica. Ela precisava falar do coração, mas não como órgão. Queria, no seu sexagenário, presentear a escritora que sempre esteve ali, só precisava de espaço e tempo para aparecer.  

Ficha técnica: 
Título: Do Amor e do Amar – Histórias de mulheres reais como você 
Autor: Ana Marice Ladeia 
Editora: Scortecci 
Páginas: 152 
ISBN: 978-65-5529-744-7 
Formato: 21x14 cm 
Preço: R$ 44,90 
Link de venda: Amazon e Asabeça 

Sobre a autora: Ana Marice Teixeira Ladeia nasceu em Caetité, Bahia, em 8 de julho de 1961. É médica, cardiologista, doutora em Medicina Interna e professora universitária. Leitora voraz desde a infância, época que já escrevia poemas, peças de teatro e romances jamais publicados. Como um presente para si própria ao completar 60 anos, além dos mais de 100 artigos científicos, aqui Ana Marice liberta sua veia literária com a publicação do primeiro livro de contos. 

Redes sociais: 
Instagram@anamariceladeia 
FacebookAna Marice Ladeia 
LinkedInAna Marice Ladeia 

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.