Cuiabá - MT, 09-08-2022 às 09:35

Documentário aborda história de Natalino Ferreira Mendes, Mestre da Cultura

O mestre da cultura, Natalino Ferreira Mendes é tema do documentário que será exibido no Cine Teatro Cuiabá, nesta terça-feira, dia 26 de abril, às 19h30

Olga Castrillon Mendes, membro da Academia Mato-Grossense de Letras, filha do homenageado | Creditos: Divulgação- montagem

O poeta, jornalista, historiador e memorialista cacerense Natalino Ferreira Mendes (1924-2011) terá Documentário lançado no Cine Teatro Cuiabá, nesta terça-feira, dia 26 de abril, às 19h30, compondo a Agenda de comemoração dos 80 anos do Cine Teatro, com entrada gratuita.

Com direção de Leonardo Sant’Ana, Terra do Sol Filmes, o Documentário faz parte de um projeto maior aprovado pela Secretaria de Esporte, Cultura e Lazer/SECEL/2020, que previu a publicação de inéditos do seu acervo documental, Fragmentos da história cultural de Cáceres e outros fios da memória, em dois volumes, pela Editora Carlini & Caniato (2021) e a construção do Site www.natalinoferreiramendes.com.br por Umberto Magalhães, onde se encontra o conjunto da obra do escritor, com download gratuito, além da sua trajetória pessoal e profissional. 

O incentivo público trouxe a oportunidade de concretização de uma ideia que tomou forma com apoio de professores das Escolas Públicas, da UNEMAT e dos companheiros da Academia Mato-Grossense de Letras e dos Institutos Históricos de Cuiabá e de Cáceres, instituições das quais o homenageado fez parte, tanto como associado como incentivador. Neste momento, o Cine Teatro Cuiabá é parceiro no processo de difusão,abrindo suas portas à comunidade cuiabana e aos cacerenses que aqui residem.  

  • Olga Castrillon Mendes e a presidente da AML, Sueli Batista

Pioneiro ao tratar de obras sobre a história de Cáceres, Natalino tem a sua vida unida à vida da cidade, escrevendo-a em prosa e verso, além de possuir uma folha de serviços prestados à educação, ao poder público e à comunidade. O conjunto de sua obra constrói um panorama histórico e sócio-cultural de significativo valor documental e memorialista, colocando Cáceres no macrossistema de representação nacional e internacional. 

Está aberto mais um espaço de conhecimento sobre o acervo documental e as personagens que constroem a nossa história cultural. 

No lançamento em Cáceres, representantes da Academia Mato-Grossense de Letras e do Instituto Histórico de Cáceres: da esquerda para a direita: Cristina Campos, Olga Castrillon Mendes, Sueli Batista, Agnaldo Silva e Adilson Reis.

 

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.