Cuiabá - MT, 09-08-2022 às 09:44

Morte: o fim necessário para entender o que é vida

Escritora e defensora dos direitos humanos, Barbara Becker convida leitor a encontrar nas perdas o cerne da própria existência em novo livro publicado pela VR Editora, selo Latitude

A vida e morte se cruzam de formas inesperadas | Creditos: Pixabay/ Divulgação

 

 

A escritora e defensora dos direitos humanos Barbara Beckerpresenciou inúmeras perdas desde a juventude: avós, pai, mãe, tia, colegas de trabalho, animais de estimação e vizinhos. Foi a partir do diagnóstico terminal de sua melhor amiga de infância, Marisa, que Becker buscou o significado do que é ser mortal e qual o sentido de viver sabendo que a morte é o fim. Esta dúvida enraizada na autora deu origem à obra Morte: a essência da vida –Como encontrar nas perdas o cerne de nossa existência, publicada no Brasil pelo Selo Latitude da VR Editora.

Cada um dos 22 capítulos que compõem o livro é dedicado a detalhar uma experiência de luto e como Barbara encontrou nestas perdas a essência do próprio existir. Ela utiliza a palavra ‘cerne’, núcleo central que sustenta uma árvore, ao explicar que a morte é essencial para que a vida aconteça. “Na ecologia perfeita de uma árvore, a morte é o coração da vida, e a vida nutre a essência duradoura da morte. Assim é conosco: a vida e a morte não podem existir separadas”, explica a autora.

"[...] todos esses grandes amores da minha vida se foram. Sinto saudades de cada uma delas. Às vezes, ainda acordo chorando. Aprendi que essa dor é parte da minha jornada. No entanto há algo mais, uma essência alentadora que permanece depois de cada morte, de cada partida. Todas essas pessoas - meus avós, meus pais, Marisa e outras - se tornaram parte do meu cerne." (Morte: a essência da vida, p.12)

Com um olhar atento para o que faz a existência valer a pena, Becker compartilha histórias pessoais em que a vida e morte se cruzam de formas inesperadas: um dos exemplos é quando o pai ficou viúvo e conheceu a mãe da autora, dando origem a sua própria existência. Durante as 184 páginas, lições de cada perda são relembradas e como foram capazes de mudar a visão sobre mortalidade da escritora, além da forma como vive.

Morte: a essência da vida é um guia repleto de mensagens reconfortantes em que Barbara Becker conta sobre o poder de se abrir à morte para aprender sobre o que é vida. Segundo ela, só assim será possível mergulhar na sensação de liberdade, única maneira de viver sem arrependimentos.

Ficha técnica:
Autora: Barbara Becker 
Editora: Selo Latitude – VR Editora
Tradução: Lígia Azevedo 
Gênero: aperfeiçoamento pessoal: morte/luto 
ISBN: 978-65-89275-20-6 
Edição: 1ª ed. /2022 
Páginas: 184
Preço: R$ 49,90 
Link de comprae-commerce VR Editora

Sobre a autora: Barbara Becker é escritora e dedicou mais de 25 anos em parcerias com defensores dos direitos humanos e no mundo todo em busca da paz. Trabalhou com a Organização das Nações Unidas, com a Human Rights First – uma organização internacional de direitos humanos sem fins lucrativos e apartidária com sede em Nova York, Washington e Los Angeles; e com a Ms. Foundation for Women – coletivo de mulheresnos Estados Unidos que promove a equidade e a justiça para todos. Acredita que por meio de suas narrativas pessoais, ela possa esclarecer questões complexas a respeito da vida. Ao passar por treinamentos com monges zen em cuidados paliativos e como voluntária no Hospital de Bellevue, em Nova York, ingressou na equipe de assistência espiritual da Cruz Vermelha americana. Barbara mora em Nova York com o marido e seus dois filhos.  

Site: https://barbarabecker.com/

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.